Respiratory Protection Fit Testing

Testes de ajuste

Centro para proteção respiratória da 3M

Visão geral do processo de teste de ajuste

Respiradores com aplicação justa devem ficar selados ao rosto do funcionário para fornecerem a proteção esperada. Isso inclui respiradores descartáveis (também chamados de "componentes faciais filtrantes"). Portanto, o teste de ajuste é exigido nos Estados Unidos pela Occupational Safety and Health Administration (OSHA) antes que um usuário possa usar um respirador obrigatório no trabalho, e uma avaliação deve ser feita pelo menos uma vez por ano. Além disso, testes de ajuste devem ser realizados:
 

  • Sempre que um tamanho, estilo, modelo ou marca diferente de respirador for usado.
  • Quando ocorrer qualquer mudança facial que possa afetar o ajuste, como flutuações de peso significativas ou trabalhos odontológicos.

A OSHA não exige que os administradores de testes de ajuste sejam certificados, mas apenas que eles saibam realizar um teste, reconhecer testes inválidos e fazer a devida limpeza e a manutenção dos equipamentos. Leia mais sobre os protocolos de testes de ajuste da OSHA.

Existem dois tipos de testes: qualitativo e quantitativo.

  • Teste de ajuste qualitativo (QLFT)

    Um teste de ajuste qualitativo (QLFT) só pode ser usado para testar o ajuste dos seguintes itens:
     

    • Respiradores com pressão negativa e purificação do ar, desde que eles apenas sejam utilizados em atmosferas nas quais os riscos sejam inferiores a 10 vezes o limite permissível de exposição (PEL).
    • Componentes faciais filtrantes usados com respiradores motorizados e com suprimento atmosférico.

    O QLFT está sujeito a aprovação ou reprovação e baseia-se nas sensações do usuário usando um dos quatro agentes de teste aceitos pela OSHA:
     

    • Acetato de isoamila (cheiro de banana); apenas para testar respiradores com cartuchos de vapor orgânico.
    • Sacarina (sabor doce); pode testar os respiradores com um filtro de partículas de qualquer classe.
    • Bitrex® (sabor amargo); também pode testar respiradores com filtros de partículas de qualquer classe.
    • Fumaça irritante (reflexo de tosse involuntária); apenas para testar respiradores com filtros de partículas de nível 100.

    Cada método de QLFT usa sete exercícios, cada um realizado durante 1 minuto:
     

    • Respiração normal.
    • Respiração profunda.
    • Mover a cabeça de lado a lado.
    • Mover a cabeça para cima e para baixo.
    • Curvar-se (ou correr sem sair do lugar caso a unidade de teste de ajuste não permita movimentos de curvatura na área da cintura).
    • Falar.
    • Respiração normal novamente.

    Leia mais sobre os protocolos de testes de ajuste da OSHA.

  • Teste de ajuste quantitativo (QNFT)

    Um teste de ajuste quantitativo (QNFT) pode ser usado para testar o ajuste de qualquer respirador com aplicação justa. Ele envolve o uso de um instrumento para medir o vazamento ao redor da área de aderência ao rosto e produz um resultado numérico chamado de "fator de ajuste". Há três protocolos de teste QNFT aceitos pela OSHA:
     

    • Aerossol gerado usa um aerossol não perigoso, como óleo de milho, gerado em uma câmara de teste.
    • Contador de núcleos de condensação (CNC) usa o aerossol ambiente e não necessita de uma câmara de teste.
    • Pressão negativa controlada (CNP) usa um teste que cria um vácuo cortando o ar temporariamente. (Há também um quarto método, que é uma versão abreviada deste.)

    Os QNFTs usam os mesmos sete exercícios que os QLFTs, além de um teste adicional de "careta", em que a pessoa sorri ou franze as sobrancelhas por 15 segundos.

    Um fator de ajuste de pelo menos 100 é necessário para respiradores de meia-máscara, enquanto um fator de ajuste mínimo de 500 é necessário para um respirador de pressão negativa com componente facial completo. 

    Saiba mais sobre testes de ajuste quantitativos para respiradores


A importância do ajuste

O ajuste de respirador é importante porque envolve várias questões centrais:
 

  • Aderência.
  • Compatibilidade.
  • Estabilidade.
  • Mask Man

    A aderência do respirador

    Um bom ajuste significa que o respirador ficará selado à sua pele. Um respirador só pode funcionar quando o ar passa através do filtro. O ar segue o caminho de menor resistência. Portanto, se não houver vedação, o ar se desviará em vez de passar pelo respirador, diminuindo assim a proteção.

  • Verificação de vedação do usuário: Um teste essencial para todos os dias

    Funcionários que usando proteção respiratória com aplicação justa devem realizar uma verificação de vedação sempre que usarem seus respiradores. Isso é exibido de acordo com os regulamentos da OSHA, a menos que o uso seja voluntário. Um teste de ajuste garante que o respirador seja capaz de se ajustar e fornecer uma aderência segura. Porém, uma verificação da aderência por parte do usuário garante que ele esteja sendo usado corretamente todas as vezes.

    Os usuários também podem realizar uma verificação de vedação de pressão positiva ou negativa:
     

    • Uma verificação de pressão positiva, bloqueando a válvula de exalação no respirador com componente facial completo ou de meia-máscara ou cobrindo a superfície de respirador em um componente facial filtrante, geralmente usando as mãos e tentando expirar. Se uma leve pressão se acumular, isso significa que o ar não está vazando em torno das bordas do respirador.
    • Uma verificação de pressão negativa, bloqueando a válvula de inalação no respirador com componente de meia-máscara ou completo ou cobrindo a superfície de respirador em um componente facial filtrante, geralmente usando as mãos e tentando inspirar. Se o ar não entrar, significa que a aderência está firme.

    Consulte as Instruções de uso para obter mais detalhes.

  • Compatibilidade com outros EPIs

    Óculos de segurança, proteção auditiva, máscaras, macacões e capacetes podem rivalizar com um respirador no rosto, na cabeça ou no corpo de uma pessoa. Por exemplo, se um respirador de meia-máscara não se ajustar bem (especialmente se for muito grande), ele poderá encobrir os óculos. Quanto mais isso acontece, maiores poderão ser as chances de formação de névoa nos óculos e de que isso interfira na aderência do respirador.

    Para capturar esses problemas antes que eles aconteçam no trabalho, a OSHA requer que qualquer EPI que possa interferir na aderência do respirador seja usado durante o teste de ajuste.

  • Estabilidade do respirador

    Quanto melhor o ajuste de um respirador, maiores serão as chances de que ele seja estável no rosto do usuário. O teste de ajuste determina a capacidade do respirador de manter sua aderência quando o funcionário está em movimento. É por isso que as pessoas submetidas ao teste passam por vários exercícios como parte do processo. Um respirador que muda de posição durante o movimento pode não ser capaz de manter sua aderência.


Fit Hero Video
View Video

 


Fatos rápidos sobre o teste de ajuste

O teste de ajuste não é apenas exigido pela Occupational Safety and Health Administration (OSHA) dos EUA, como também é vital para a segurança respiratória. Esta lista fornece alguns dos "por quês" e "comos" dos testes de ajuste.


Registro de teste de ajuste

  • Fit Test Record

    O Registro de teste de ajuste é a documentação do empregador declarando que o teste de ajuste foi concluído e aprovado para os funcionários. Esse registro deve ser guardado com a documentação do programa de proteção respiratória até os próximos testes de ajuste necessários.


Cartão de teste de ajuste

  • Wallet Card

    Um Cartão de teste de ajuste é a documentação designada para ser uso pelo funcionário para manter o registro do seu teste de ajuste. Os resultados de testes de ajuste não são vinculados ao empregador e, portanto, os funcionários podem transferir seu teste de ajuste válido para outro emprego desde que os mesmos modelos e marcas de respiradores estejam disponíveis.


Veja a próxima etapa na sua jornada para otimizar seu programa de proteção respiratória.

Outros Sites 3M
Onde Comprar
Siga-nos
Mudar localização
Brasil - Português