1. A colaboração bem-sucedida durante a crise do COVID começa com uma comunicação forte. Funcionários 3M mostram como isso é feito.
  • A colaboração bem-sucedida durante a crise do COVID começa com uma comunicação forte. Funcionários 3M mostram como isso é feito.

    junho 12, 2020
    3Mers

    A colaboração bem-sucedida durante a crise do COVID começa com uma comunicação forte. Funcionários 3M mostram como isso é feito.

    Funcionários 3M compartilham o que aprenderam sobre colaboração com colegas de todo o mundo.

    Trabalhar em meio ao surto de coronavírus exige que as equipes se comuniquem e colaborem de maneira diferente. Para muitos funcionários 3M que trabalham com colegas de todo o mundo, o trabalho em equipe remoto é uma realidade cotidiana. Aqui, uma equipe global nos conta como trabalham juntos enquanto navegam em diferentes fusos horários, culturas e ambientes de trabalho.

    Usando consistência para encontrar equilíbrio

    TJ Kreuziger, líder global da 3M em aquisição de talentos e soluções contingentes de força de trabalho, divide seu tempo entre Milwaukee, Wisconsin, e Saint Paul, Minnesota. Em sua função, colabora diariamente com funcionários dos Estados Unidos, México, Polônia, Cingapura e China.

    TJ é cuidadoso ao escolher os horários das reuniões, especialmente para seus colegas na Ásia. "Estamos em horários exatamente opostos, então uma semana fazemos em horário da manhã para mim e a noite para eles, depois vice e versa. Devemos dividir o peso - todos nós temos famílias e diferentes situações acontecendo“.

    Além disso, ele se esforça para reunir todos com um objetivo claro, expressando expectativas e prioridades regularmente. Isso incentiva a comunicação contínua entre ele e seus colegas locais e internacionais. "Sou muito consistente com nossas prioridades e mensagens, tentando realmente alinhar todos", observou TJ. "Eu acho que é importante, principalmente quando todos estamos remotos".

    Ao longo dos anos, TJ considerou essas práticas extremamente recompensadoras. "Aprendi muito com todos com quem trabalhei, não apenas do ponto de vista dos negócios, mas sobre as diferentes culturas. O que eu sempre achei mais fascinante é o entendimento de como as empresas operam em diferentes partes do mundo.”

    TJ

    Preparando as bases para um ambiente inclusivo

    A líder de aquisição de talentos na América Latina Anna Czarnocka está sediada no México e trabalha diretamente com TJ e outros membros da equipe global. Na 3M, ela aprendeu a importância de entender a dinâmica de sua equipe, estando ciente das diferenças no estilo de comunicação entre os membros da equipe, criando uma cultura de feedback constante, aproveitando as ferramentas de colaboração virtual e encontrando equilíbrio. Esses cinco elementos lançam as bases para um ambiente inclusivo e um trabalho em equipe bem-sucedido.

    Conhecer sua equipe foi fundamental para uma colaboração bem-sucedida. "Algumas pessoas preferem discussões abertas com toda a equipe, outras se sentem mais confortáveis interagindo individualmente e outras optam pela comunicação por escrito", diz Anna. "Ao criar um ambiente seguro e inclusivo, onde todas as opiniões contam, as equipes crescem e obtêm sucesso".

    Ao criar esse ambiente inclusivo e seguro, Anna também promoveu uma cultura de feedback constante. Anna explica: “Acredito sinceramente em dar feedback constantemente e aprecio todas as recomendações que recebi de meus supervisores, subordinados diretos e colegas de equipe em diferentes estágios da minha carreira. Com o feedback que recebi, aprendi a não olhar para as pessoas através do prisma de meus próprios valores, experiências ou crenças e tentar fazê-las agir como eu, mas sim orientá-las e treiná-las para que se tornem o que querem ser. Eu também comecei a apreciar e aprender com as diferentes personalidades da minha equipe.”

    Como a equipe de Anna está sediada em diferentes países da América Latina e do mundo, ela usa a tecnologia para tirar o melhor proveito das interações de sua equipe. “Somos todos seres humanos e muitos de nós gostamos de interação cara a cara, mas muitas vezes não podemos nos encontrar pessoalmente, então fazemos o melhor possível usando ferramentas virtuais colaborativas. Por exemplo, gosto de ter vídeo chamadas com minha equipe. Isso me permite ver suas reações e torna a comunicação mais pessoal. Também criamos reuniões informais virtuais, como coffee breaks on-line, para que possamos ter discussões casuais, como faríamos no escritório”, diz ela.

    Anna ficou surpresa ao descobrir que a crise do COVID aproximou ainda mais sua equipe e ajudou a trazer equilíbrio para suas vidas. "Arranjamos tempo para nossas reuniões regulares e gostamos de compartilhar nossa experiência em gerenciar esse momento estranho", explica ela. “Embora muitos de nós estejam acostumados a trabalhar com equipes remotas, agora mais do que nunca estamos reconhecendo a necessidade de fazer intervalos regulares e encontrar o equilíbrio entre trabalho e bem-estar físico e mental. Mesmo uma pausa de 10 minutos para ouvir a música que você gosta, conversar com sua família ou brincar com seu animal de estimação é um grande impulso de energia.”

    Anna

    Aproveitando a tecnologia

    Lina Rodriguez, Lider de Aprendizagem e Desenvolvimento da América Latina, apoia os funcionários em seu desenvolvimento profissional e pessoal para que possam alcançar seus objetivos. Uma das maneiras pelas quais ela apoia os funcionários é através do compartilhamento de boas práticas para trabalhar remotamente com equipes internacionais utilizando tecnologia, algo que se tornou ainda mais importante durante a crise do COVID.

    Ela enfatiza que conhecer todos da sua equipe, incluindo seus gostos e aversões, suas preferências, o que os move, seus desafios, o que desejam alcançar e como desejam receber apoio é incrivelmente importante para poder colaborar de maneira eficaz. E a tecnologia desempenha um papel enorme ao permitir que os membros remotos da equipe realmente se conheçam. Para equipes globais, ela recomenda o Globesmart, que pode ajudar os membros da equipe a entender as diferenças culturais.

    Lina diz: “A tecnologia é a chave para permanecer conectado e se sentir próximo dos membros da sua equipe. Ser capaz de se ver através do vídeo e ter diferentes maneiras de interagir é crucial. E ter um ritmo operacional estabelecido para reuniões individuais, reuniões de equipe e de grandes times, entre lideranças, bate-papos e chamadas informais é uma ótima maneira de permanecer conectado.”

    Lina

    Interessado em trabalhar para uma empresa que incentiva a colaboração global? Saiba mais sobre uma carreira na 3M em 3M.com/careers.