1. A arte dos automóveis do Brasil
  • share

    A arte dos automóveis do Brasil

    15 abril 2016
    Por Evelyn Padilla/3M Storyteller
    share
    Lucas Pescinelli Luquianhuk, Competidor da WorldSkills

    A arte dos automóveis do Brasil

    O amor de Lucas pelos carros começou quando ele tinha 13 anos. Adolescente, ele pintava carros na funilaria do primo dele. Agora, ele levou suas habilidades ganhas arduamente para a WorldSkills Competition 2015, que ocorreu em São Paulo, Brasil, e conquistou a Medalha de Excelência. “Eu não era apenas o Lucas lá, eu representava o nome de uma instituição, minha família, professores e cada brasileiro”, diz ele. “A competição foi em nossa casa. Nós tínhamos que mostrar que o Brasil sabe competir com outros países.”

    A arte dos automóveis do Brasil

    O amor de Lucas pelos carros começou quando ele tinha 13 anos. Adolescente, ele pintava carros na funilaria do primo dele. Agora, ele levou suas habilidades ganhas arduamente para a WorldSkills Competition 2015, que ocorreu em São Paulo, Brasil, e conquistou a Medalha de Excelência. “Eu não era apenas o Lucas lá, eu representava o nome de uma instituição, minha família, professores e cada brasileiro”, diz ele. “A competição foi em nossa casa. Nós tínhamos que mostrar que o Brasil sabe competir com outros países.”

    A arte dos automóveis do Brasil

    O amor de Lucas pelos carros começou quando ele tinha 13 anos. Adolescente, ele pintava carros na funilaria do primo dele. Agora, ele levou suas habilidades ganhas arduamente para a WorldSkills Competition 2015, que ocorreu em São Paulo, Brasil, e conquistou a Medalha de Excelência. “Eu não era apenas o Lucas lá, eu representava o nome de uma instituição, minha família, professores e cada brasileiro”, diz ele. “A competição foi em nossa casa. Nós tínhamos que mostrar que o Brasil sabe competir com outros países.”

    Lucas Pescinelli Luquianhuk, competing in the 2015 WorldSkills Competition

     

    Lucas, que treinou na 3M do Brasil, é uma das centenas de pessoas que vieram dos cinco continentes para competir na 43ª WorldSkills Competition. A competição global inclui 72 países ou regiões que competem a cada dois anos.

    A América Latina recebeu finalistas variando de marcenaria ao conserto de carrocerias de carros e moda.

    WorldSkills 2015 (Site em Inglês)

     

    Lucas, que treinou na 3M do Brasil, é uma das centenas de pessoas que vieram dos cinco continentes para competir na 43ª WorldSkills Competition. A competição global inclui 72 países ou regiões que competem a cada dois anos.

    A América Latina recebeu finalistas variando de marcenaria ao conserto de carrocerias de carros e moda.

    WorldSkills 2015 (Site em Inglês)

     

    Lucas, que treinou na 3M do Brasil, é uma das centenas de pessoas que vieram dos cinco continentes para competir na 43ª WorldSkills Competition. A competição global inclui 72 países ou regiões que competem a cada dois anos.

    A América Latina recebeu finalistas variando de marcenaria ao conserto de carrocerias de carros e moda.

    WorldSkills 2015 (Site em Inglês)
    A Speedglas helmet used in the 2015 WorldSkills Competition

     

    A competição encoraja jovens, como Lucas, a seguirem carreiras técnicas. Para Lucas, o estágio da WorldSkills foi sua oportunidade para aperfeiçoar sua habilidade.

    “Meu sonho é continuar a crescer, seja como pintor, empreendedor ou engenheiro.”

    3M do Brasil

     

    A competição encoraja jovens, como Lucas, a seguirem carreiras técnicas. Para Lucas, o estágio da WorldSkills foi sua oportunidade para aperfeiçoar sua habilidade.

    “Meu sonho é continuar a crescer, seja como pintor, empreendedor ou engenheiro.”

    3M do Brasil

     

    A competição encoraja jovens, como Lucas, a seguirem carreiras técnicas. Para Lucas, o estágio da WorldSkills foi sua oportunidade para aperfeiçoar sua habilidade.

    “Meu sonho é continuar a crescer, seja como pintor, empreendedor ou engenheiro.”

    3M do Brasil
    “Durante a competição, a 3M foi mais do que apenas um patrocinador. Éramos um colega lá para ajudar a concluir a tarefa. Com a doação de nossos produtos, criamos uma ligação emocional com os competidores. E, quando eles começarem a trabalhar, verão a 3M como um parceiro para ajudá-los a fazer o seu trabalho melhor.”
    MARCOS CESAR SGARBI
    ESPECIALISTA DE MARKETING CORPORATIVO, 3M DO BRASIL