• Entrevista com Especialista: Protocolo de cimentação de facetas

    agosto 01, 2018

    Entrevista com Especialista: Protocolo de cimentação de facetas

    webLoaded = "false"
    • Facetas e restaurações de baixa espessura são excelentes alternativas restauradoras estéticas. Esses tipos de Casos Clínicos exigem uma alta peformance do material de Cimentação selecionado, principalmente no quesito Cor, sem deixar de lado resistência de união e outras propriedades extremamente importantes para a cimentação. Nesta edição o Prof. Dr. Rafael Andreiuolo compartilha um pouco da sua experiência clínica em casos de facetas, comenta sobre a escolha do agente cimentante, e fala das estratégias que utiliza para realizar os preparos.

       

       

      Boa leitura!

       

       

    webLoaded = "false"
    •  

      Prof. Dr. Rafael Andreiuolo

      Professor Adjunto da Disciplina de Dentística da UFRJ;
      Doutor em Dentística pela UERJ;
      Mestre em Engenharia de Materiais pela COPPE/UFRJ, com tese realizada na Boston University;
      Especialista em Periodontia e implantodontia;
      Graduado pela UFF em 2001.


    webLoaded = "false"
    • Entrevista com Rafael Andreiuolo

      1) Qual a sua escolha para cimentação de facetas e laminados no seu dia a dia clínico?

      Minha escolha é pelo RelyX™ Veneer. Confio muito na linha de cimentos e adesivos da 3M. Vejo seriedade, pesquisas sendo conduzidas antes que os produtos sejam lançados, e tecnologia inovadora por trás dos materiais da empresa. Como clínico que atua com pacientes e depende de resultados duradouros, esta confiança para mim é fundamental. Tive contato com o RelyX™ Veneer logo que me formei, na pós-graduação em prótese dentária. De lá para cá, a casuística com os sucessos e fracassos inerentes a ela serviu para que eu fosse aprendendo a tirar o melhor proveito deste material, que na minha opinião é excelente.

      2) Quais os maiores desafios encontrados na prova úmida com as pastas Try-In?

      Penso que o maior desafio para acertar a cor em casos de facetas está no diagnóstico do clínico, e tecnicamente nas mãos do laboratório. Trabalhando com um bom laboratório, que seja capaz de entregar trabalhos de alto padrão, a cimentação fica facilitada. O cimento RelyX™ Veneer possui um leque de pastas de prova que são capazes de compensar por pequenas diferenças de cor, sobretudo valor/luminosidade da restauração quando necessário. A viscosidade da pasta de prova (assim como a do cimento) é de fácil manejo, e temos fidelidade entre a cor da pasta de prova e do cimento polimerizado, o que minimiza o risco de insucessos.

      3) Visando uma reabilitação estética com facetas ou laminados, qual a sua filosofia de preparos?

      O conceito moderno de preparos se baseia no formato final da restauração desejado para o caso, e na adesão das facetas, idealmente sobre esmalte. No passado, a técnica de preparos sugeria desgastar X milímetros de dente para uma determinada restauração. Nos últimos anos isso mudou. Hoje realizamos nossos preparos sobre um mock-up (ensaio em resina), ou com auxílio de guias de silicone feitas a partir do enceramento. Ou seja, o preparo é baseado no formato final do caso. Áreas onde já existe espaço disponível para a restauração podem não necessitar de preparo, ou demandarem pouco preparo dentário. Em áreas onde o espaço não existe, ele deverá ser criado. Simples assim.
      Este conceito favorece a preservação de esmalte, fundamental para o sucesso a longo prazo das restaurações adesivas. Algo que gosto de fazer em todos os meus casos é um ligeiro término cervical. Outros fatores importantes a serem levados em conta são a cor do substrato e a presença de diastemas. Resumidamente, dentes escuros necessitam de maior espessura da peça protética (logo, maior redução dentária) caso a intenção seja deixá-los mais claros. Ou, preferivelmente, realizar um clareamento antes da etapa de preparos. Casos de diastemas implicam em preparos mais estendidos para a face palatina, visando evitar sobrecontornos.

      4) Qual o protocolo de cimentação que você adota em caso de facetas e laminados?

      Aí temos 2 superfícies a serem condicionadas: dente e cerâmica. O tratamento da superfície dentária é o mesmo que fazemos para receber uma restauração de resina, tendo em vista que o cimento RelyX™ Veneer é um material resinoso. Logo, o dente vai ser condicionado com ácido fosfórico e posteriormente aplicamos o sistema adesivo, polimerizando este último apenas após a inserção da peça. Na peça protética, é necessário entender que sempre teremos uma melhor adesão quando contamos com retenção mecânica e química. A retenção mecânica nas cerâmicas com alto teor de vidro usadas para facetas se dá pelo condicionamento com ácido hidrofluorídrico.
      Após condicionamento, é feita uma limpeza da peça com ácido fosfórico ou água destilada em cuba ultrassônica. A união química é obtida pelo uso do silano. Após silanização, aplicamos uma fina camada de adesivo na peça e prosseguimos com a cimentação.


      Espero ter colaborado!!!


      Forte abraço,
      Rafael Andreiuolo.


    webLoaded = "false"

    Confira a seguir o caso clínico do Prof. Dr. Rafael Andreiuolo, utilizando seu protocolo de cimentação para facetas e laminados.

      • Aspecto inicial do caso clínico. Restaurações deficientes em resina composta nos incisivos laterais.

      • Aspecto Inicial do Caso Clínico, vista aproximada.

      • Incisivos Laterais após remoção da resina composta, e confecção dos preparos.

      • Afastamento gengival com fios retratores #00 e #1 para realização da moldagem.

      • Coroa full veneer do elemento 12 e faceta do elemento 22, ambas em porcelana feldspática. Laboratório: MW Lab/RJ;

      • Tratamento de superfície das peças. Ácido fluorídrico a 10% por 1 min, lavagem e secagem. Após esta etapa, foi realizada limpeza com ácido fosfórico.

      • Aplicação de silano e adesivo Single Bond, sem polimerizar.

      • Tratamento do substrato dental previamente à cimentação. Profilaxia, condicionamento ácido, lavagem, secagem e aplicação do sistema adesivo Single Bond (sem polimerizar).

      • Aplicação do cimento RelyX™ Veneer na superfície interna das restaurações.

      • Posicionamento das Restaurações.

      • Caso Clínico finalizado.


    Conheça mais sobre nossos produtos.


    webLoaded = "false"

    Espero que tenham gostado. Aguardem nossa próxima edição!

    • Claudia Almeida – Relações Educacionais e Científicas 3M Oral Care