• share

    Combate a incêndios: Emenda ao Protocolo de Montreal determina redução gradual da produção e do consumo de hidrofluorocarbonetos (HFCs)

    20 outubro 2016
    share

    • Representantes de 197 países chegaram a um acordo para reduzir o uso de um dos gases do efeito estufa de uso mais crescente, os hidrofluorocarbonetos (HFCs), na 28º Reunião das Partes do Protocolo de Montreal, em Ruanda. De acordo com a BBC, o secretário de estado americano, John Kerry, declarou que essa emenda é “uma grande vitória para o planeta” e um “extraordinário avanço, que atende às necessidades de cada nação, mas nos dá a oportunidade de reduzir o aquecimento do planeta em meio grau centígrado”. O novo acordo tem uma abordagem de três fases, determinando a redução em países altamente desenvolvidos antes de países em desenvolvimento.

      Na conferência das Nações Unidas em Ruanda, 197 países concordaram em reduzir drasticamente o uso do HFC, um potente gás de efeito estufa utilizado em aparelhos de ar condicionado, refrigeradores e proteção contra incêndios. Os gases HFC foram desenvolvidos nos anos 1990 para substituir os gases halon e outras substâncias que destroem a camada de ozônio. Embora os gases HFC, como o FM-200™, não degradem a camada de ozônio, eles têm altos potenciais de aquecimento global (GWPs). O crescimento contínuo do uso de HFCs contribui amplamente para a mudança climática, assim, os países decidiram reduzir a produção no âmbito do mesmo tratado que abordou os halons, o Protocolo de Montreal, de 1989.

      O novo Protocolo de Montreal exigirá:

      • - Países mais desenvolvidos, como os EUA, deverão começar a eliminar o uso de HFC em 2019; e
      • Países em desenvolvimento e com temperaturas ambientes mais altas terão mais tempo para adotar novas tecnologias de refrigeração e ar condicionado, sendo que alguns desses países começarão a limitar o uso de HFCs em 2024.

      O setor de combate a incêndios oferece a todas as nações uma oportunidade imediata de progredir de forma significativa em seus compromissos. Agentes limpos sustentáveis, como o Fluido de Combate a Incêndio 3M™ Novec™ 1230, já estão amplamente disponíveis e têm sido vendidos em muitos dos países que assinaram o acordo nos últimos 15 anos, incluindo os que têm temperaturas ambientes mais altas. Temperaturas ambientes altas não representam um obstáculo para a transição de agentes em combate a incêndios. A transição realizada por esses países dos halons e HFCs, como o FM-200™, para outros gases já reduziu significativamente o uso e as emissões do HFC no setor de combate a incêndios.

      Os proprietários instalam sistemas de combate a incêndios para proteger ativos valiosos e operações em até 25 anos. Nesse contexto, 2019 e 2024 são prazos curtos, que tornarão os HFCs vendidos para combate a incêndios uma tecnologia ultrapassada. Muitos proprietários de infra reconheceram que a redução do uso de HFCs é inevitável e já fizeram a transição do FM-200™ para o fluido Novec™ 1230.

      A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) também já tomou medidas para reduzir o uso de gases HFC que podem ser substituídos por produtos sustentáveis. O setor de combate a incêndios é o caso mais fácil, em que reduções significativas no uso do HFC já são alcançáveis. O combate a incêndios será um setor importante, em que os EUA podem obter reduções para honrar os compromissos firmados no tratado.

      Como todo esse processo está sendo realizado no âmbito do Protocolo de Montreal, ratificado na década de 1990, este acordo é juridicamente obrigatório. Em última análise, a nova emenda teria como objetivo reduzir em 80% ou mais o uso global do HFC até a metade do século.

      Com o aumento de ações regulatórias sobre o uso dos HFCs, é importante ficar informado com as notícias 3M™ Novec™.

      ©3M 2016. Todos os direitos reservados.
      3M e Novec™ são marcas registradas da 3M Company.
      FM-200 é uma marca registrada da The Chemours Company.
      Todas as outras marcas são de propriedade de seus respectivos donos.

Notícias 3M Novec™ (Hot Topics)

Nossa equipe, incluindo engenheiros, cientistas e outros especialistas, responderão às suas perguntas e oferecerão o suporte global de que você precisa.