test

  • Como manter o conforto no trabalho em altura

    janeiro 08, 2018

    Pra começo de conversa, o mais importante é a segurança. Sempre. E isso não é um clichê, é a realidade. Na hora de escolher equipamentos para trabalho em altura, procure sempre por especificações técnicas que cumpram (de preferência com sobra) todas as normas de segurança aplicáveis. Com isso assegurado, conferido e confirmado, já podemos olhar para o conforto.


    Cinturões
    No trabalho em altura, falar em conforto significa analisar os cinturões tipo paraquedista, usados por horas a fio em algumas atividades. Felizmente, os modelos mais avançados de hoje estão anos-luz à frente dos mais antigos nesse quesito.

     

    Verifique se os cintos possuem acolchoamento de qualidade nos ombros, costas e pernas, uma configuração da argola dorsal que mantenha as tiras no lugar durante o trabalho e um desenho que envolva o usuário da forma mais natural possível. Os equipamentos precisam ser leves para uso prolongado, portanto certifique-se de que os materiais utilizados não acrescentem qualquer peso desnecessário. Ajustes ergonômicos possibilitam um vestir seguro e confortável, limitando o potencial de lesões.

    Alguns produtos oferecem cintas e almofadas com suporte adicional para a região lombar e, para algumas aplicações, recursos específicos como ferragens com revestimento especializado e assentos embutidos para maior conforto. Outros detalhes, como alças e cintas revestidas com malha, podem ajudar ainda mais.

    Facilidade de uso
    Outro quesito que afeta o conforto é a facilidade de uso; seu cinturão é fácil de colocar e tirar, sem emaranhados de faixas ou encaixes complicados? Ele possui reguladores de tronco com ajustes simples, para trabalhadores de diferentes tamanhos? E fivelas de conexão rápida? Tudo isso interfere na experiência de uso, e consequentemente na ideia geral de conforto ao longo do uso.

     

    O preço do conforto
    O barato geralmente sai caro. Esse velho ditado é especialmente verdadeiro no que diz respeito ao conforto dos cinturões tipo paraquedista. No geral, os cintos mais baratos são básicos, funcionais e podem ter um bom desempenho perante as normas. No entanto, para o trabalhador que usa o equipamento o dia todo em altura, dia após dia, ter um cinturão confortável é imprescindível e ajudará muito em sua produtividade.

     

    Opções seguras
    Como tudo em segurança, fique atento a inovações que possam aprimorar ainda mais os produtos, e prefira marcas e fabricantes consagrados. Os cinturões tipo paraquedista DBI-SALA e ALTISEG, por exemplo, construíram uma sólida reputação de máximo conforto, liberdade de movimento e flexibilidade em cinturões de segurança.